07 de agosto de 2018 às 11:50

Recentes chuvas melhoram pouco os níveis dos mananciais

Segundo o diretor do Saae Sorocaba, o alívio ainda é pequeno e a população precisa continuar economizando água.<

Crédito:Secom/Sorocaba

O acumulado de chuvas dos últimos seis dias em  pouco melhoraram os níveis dos mananciais mais críticos de Sorocaba, a represa Castelinho e a represa do Ferraz. Ambas são responsáveis pelo fornecimento de água para a Estação de Tratamento do Éden, que abastece os bairros da região do Éden e Cajuru. “O alívio ainda é pequeno. A população precisa continuar economizando água, já que apesar dos atuais dias de chuvas, ainda estamos na estação do ano em que a estiagem prevalece”, explica o diretor-geral do Saae-Sorocaba, Ronald Pereira da Silva.

Ontem (6), o manancial represa Castelinho estava com 80% de sua capacidade de reservação. A represa Castelinho abastece a represa de transição/adução do Ferraz, agora com 40%. Da represa do Ferraz é captada a água pela ETA Éden.

A represa de transição/adução do Clemente está com o nível estável e, no máximo, conforme compromisso da Votorantim Energia em destinar de Itupararanga a outorga máxima para a represa do Clemente. A represa Ipaneminha está com 80% da sua capacidade de reservação.

O diretor de Produção do Saae-Sorocaba, Reginaldo Schiavi, explica que, para continuar fazendo a menor retirada de água dos mananciais mais críticos, a autarquia continua distribuindo a água tratada na ETA Cerrado para os reservatórios da região do Éden e Cajuru no período noturno, colaborando para que os níveis das represas Castelinho e Ferraz deixem de reduzir ainda mais. Secom/Sorocaba(07/08/18)

Fonte: www.sorocaba.sp.gov.br

comentários

Estúdio Ao Vivo