Notícias

02 de março de 2019 às 09:33

PRF inicia Operação Carnaval 2019 em todos os estados

As ações e continuam até as 23h59 de Quarta-feira de Cinzas (6)

Crédito:Reprodução

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realiza desde ontem (1) a Operação Carnaval 2019 em todos os estados. Serão intensificadas ações em pontos que registraram maior incidência de acidentes, como ocorre especialmente nas estradas da Bahia, Minas Gerais, Paraná, e Santa Catarina.

A PRF utilizará em diversos trechos radares portáteis para controle de velocidade e o aparelho que mede o teor alcoólico no organismo do motorista (etilômetro).

De acordo com da PRF, também serão tomadas medidas para “diminuir o fluxo dos veículos de carga e oferecer reforço concentrado no policiamento preventivo em locais e horários de maior incidência de acidentes graves e de criminalidade”.

A Polícia Rodoviária Federal não faz estimativa do fluxo de veículos e de outras ocorrências durante o carnaval. No ano passado, foram registrados 1.495 acidentes durante o carnaval, desses, 290 foram considerados graves e 103 pessoas morreram.

Em 2018, foram fiscalizados mais de 176 mil veículos e realizados 55,4 mil testes de etilômetro. Por causa do consumo de álcool, 1.610 pessoas foram multadas e 172, presas. Também houve mais de 10 mil registros de ultrapassagens indevidas e 4,5 mil autuações pela falta de uso do cinto de segurança. As operações apreenderam mais de 1,1 tonelada de maconha e quase 90 quilos de cocaína.

A PRF mantém na internet uma página de orientação de viagens e disponibiliza o telefone 191 para emergências. Também na internet, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) publica as condições das rodovias em diversos pontos do país.

Em uma das principais rodovias do Brasil, a Via Dutra, que liga as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, a concessionária CCR recomenda aos motoristas que evitem trafegar na terça-feira (5), das 16h às 20h, e na quarta-feira (6), das 7h às 13h, por causa do aumento de volume de veículos na estrada. (Agencia Brasil/02/03/19)

Fonte: Agencia Brasil

comentários

Estúdio Ao Vivo