Notícias

20 de fevereiro de 2019 às 06:48

Central Parque recebe nebulização contra o Aedes aegypti

A previsão é que o trabalho seja concluído na sexta-feira (22), sujeito a alteração.

Crédito:Secom/Sorocaba

A Secretaria da Saúde de Sorocaba (SES), por meio da Divisão de Vigilância Epidemiológica e Zoonoses da Área de Vigilância em Saúde iniciou na última segunda-feira (18) a chamada “nebulização pesada” no bairro Central Parque, para combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor das arboviroses (dengue, chikungunya, zika e febre amarela). O procedimento tem como objetivo matar o Aedes, mas antes é preciso que sejam feitos a remoção e o tratamento de criadouros, e a nebulização por meio de máquinas costais de casa em casa. A previsão é que o trabalho seja concluído na sexta-feira (22), sujeito a alteração.

Esta ação será realizada por meio de uma máquina de nebulização acoplada em uma caminhonete. Um carro de som passará alertando e orientando a população das ruas que receberão a nebulização. O serviço será realizado das 18h30 às 21h30, horário do dia em que ocorre a inversão térmica, o que garante que o veneno entre em contato com os mosquitos. No entanto, a Zoonoses informa que a operação só ocorrerá se não houver chuva ou ventos fortes no horário programado, pois esses fatores atrapalham a aplicação do inseticida e inviabilizam a aplicação.

Não serão realizadas aplicações em áreas da cidade que não estejam com aglomerados de casos de alguma arbovirose e que não tenham sido realizados os bloqueios anteriormente.

 

A Zoonoses orienta os moradores do bairro Central Parque que receberão a ação de nebulização a deixarem abertas as portas e janelas de suas residências no horário de aplicação do veneno para que o produto adentre nas casas e faça o efeito necessário. Recém-nascidos, pessoas alérgicas e acamados que não puderem sair de suas residências devem permanecer em cômodos fechados durante a nebulização e saírem após 40 minutos da aplicação do inseticida. Secom/Sorocaba(20/02/19)

Fonte: www.sorocaba.sp.gov.br

comentários

Estúdio Ao Vivo